BOOK TRAILER PARTE 1 LIVRO (U1) UNIVERSO 1

BLOG DE RECIFE - PERNAMBUCO - BRASIL

BLOG DE RECIFE - PERNAMBUCO - BRASIL

AJUDE O "BLOG DO BIOJARLA ATUAL" DOANDO QUALQUER VALOR EM BITCOINS (OBRIGADO AOS COLABORADORES.):

AJUDE O "BLOG DO BIOJARLA ATUAL" DOANDO QUALQUER VALOR EM BITCOINS (OBRIGADO AOS COLABORADORES.):
ENDEREÇO PARA DOAÇÃO DE BITCOINS: 14sfbQtyuUAMXY3WvaD1VH6jPrcrmvSFCE

ON LINE

FREEBITCOIN

FREEBITCOIN
O MELHOR SITE PARA GANHAR BITCOINS GRÁTIS EM 2018

terça-feira, 3 de abril de 2018

BIOLOGIA (IMUNOLOGIA): UMA ANÁLISE "INCOMUM" SOBRE IMUNOLOGIA — "VIDA" NO PLANETA TERRA E "GUERRA" SEMPRE ESTIVERAM "PRESENTES"...? "FORMANDO" UMA ANTIGA "DUPLICIDADE PRESENCIAL"...? POIS BEM... NO RAMO DA BIOLOGIA, MAIS PRECISAMENTE, NO PONTO DE VISTA DA IMUNOLOGIA, A VIDA CONFRONTA-SE COM O CONCEITO (DIDÁTICO) DE "UMA GUERRA" DENTRO DOS ORGANISMOS VIVOS E QUE VEM SENDO TRAVADA HÁ TEMPOS E FEROZMENTE.

(((VALE A PENA REPOSTAR DO ANTIGO BLOG DO BIOJARLA)))



FONTE DA FOTO: http://www.alimentacaoecultura.com.br/Areas2.asp?Area=CUR.PAS&IdRegistro=15

FONTE DA FOTO: http://www.ciencianews.com.br/unicel/4pg.htm

FONTE DA FOTO: http://ambientalhistoria.blogspot.com.br/2010/10/o-clima-nao-e-de-guerra.html


Realmente... Está aí um tema que merece muitas reflexões, e eu(BIOJARLA) estou fazendo a minha agora. É um tema que volta-se até para o lado religioso, o que não pretendo analisar aprofundadamente neste post; só soltar algumas ideias já formadas e que são de cunho da própria bíblia e outras também do lado da biologia, analisando-as superficialmente e incrementando-as com alguns pensamentos curiosos e que remetem os leitores a também formarem opiniões próprias quanto ao tema abordado. Mas, em se tratando de uma postagem para um blog, que é este meu caso, vou tentar não me aprofundar tanto no assunto (porra meu, tá difícil não se aprofundar, mas, "vamo que vamo!") e também tentarei não escrever um post "gigante". 
 Com certeza é um tema complexo (e como é). Não sei se já deu para vocês analisarem onde isto vai chegar...? É isto mesmo gente, no lado religioso. Pois bem... Adão e Eva... O paraíso... Segundo a Bíblia, tudo era perfeição antes de Eva comer a danada da maçã. Não existia a morte neste paraíso perfeito (mas, raciocinando, existia sim o perigo (um perigo potencial); a serpente e a maldita maçã). Portanto, aí significa "claramente" segundo a bíblia que não existiam as enfermidades (doenças) (o corpo humano neste tempo não tinha imperfeições, sejam quais fossem, morfofisiológicas, metabólicas, anabólicas, imunológicas e genéticas). Tudo era harmonioso (Harmonioso...? Falar nisto, a tentação na mente de Eva não era harmoniosa..., mas, tudo bem, vamo que vamo; vamos continuar raciocinando...). Se já existiam bactérias ou vírus nestes paradisíacos e ideais tempos (sem analisar a teoria da evolução aqui neste ponto, lógico), elas não causavam nenhum problema aos seres humanos (Adão e Eva?). Porra... Que segredo arretado deve ter nesta danada desta maça meu!... Quando a maçã foi comida por Eva,  logo a Bíblia relata a famosa "perda" do paraíso, onde o  envelhecimento, morte, violência, doenças, começam a impor limites a vida humana, e cada vez mais, no decorrer de nosso tempo terrestre, o corpo humano (demais animais, e vegetais também) vem constantemente sendo bombardeado por inúmeras ameaças, como as bactérias, os vírus, as Rickettsias, as alergias, etc... Estava pensando aqui (confere só que viagem eu fiz agora, rssss), se os cientistas pudessem um dia estudar esta maçã maligna (diabólica) (supondo que esta maçã do "cão" fosse algo material e atingível), quer dizer que a dita cuja da fruta do prazer, rsss, ao entendê-la, no sentido do funcionamento de todo o mal diabólico por trás dela e sua ação infernal no corpo humano, seria obvio de se esperar que os cientistas descobrindo a maneira de como todo este mal atinge o corpo humano e provoca tudo isto que não presta a nós, poderíamos realmente e na forma de raciocínio lógico, chegar a cura de todo o mal novamente? Ou o que Deus já fez, só ele poderá mudar (Deus, depois da mordida na maçã por Eva, parou o paraíso)? Galera... Como dá para notar, é um assunto altamente polêmico se eu for me aprofundar e debater mais este ponto de vista Bíblico. Prefiro parar por aqui esta linha de pensamento voltado para o lado bíblico e ir para a linha principal de raciocínio que almejo, a linha da biologia imunológica (estuda como o corpo reage as doenças). E realmente, como já deu para vocês notarem também, "no Planeta Terra", a "Vida" e a "Guerra" estão sim quase sempre pareadas, lado a lado, corpo a corpo, organismo a organismo. Caminham, pelo menos no ponto de vista da didática do estudo da biologia imunológica, já há um bom tempo juntas. Sabe como? Dentro dos corpos humanos (mais amplamente, nos seres vivos). Vida, guerra, e morte. Batalhas ferozes e mortais acontecendo em cada corpo humano. Mesmo em organismos saudáveis, existe sim batalhas mortais (muitas células morrem para defender o corpo de invasores) "Vida" e "Guerra" presentes de forma marcante e numa duplicidade quase antagônica (digo quase, porque em algumas destas "guerras", tudo está sendo iniciado por alguns outros seres vivos, como bactérias, vírus, etc...; e que almejam, apesar de todo o comumente natural e sofrido processo pelo qual passa o corpo enfermo (e até visando ou provocando a morte), no foco final, a vida, a reprodução, perpetuação das espécies invasoras, no sentido mais simples: Tudo parece voltar-se, por incrível que pareca, para "A VIDA". Estava pensando aqui, que, "supondo" (para uma melhor análise do ponto de vista científico) que não existiu esta danada da maçã maligna (Bíblica), se algum fator ambiental (lá nos primórdios onde o Belzebu perdeu as botas, kkkkk) poderia ter causado esta ferocidade mortal no poder de ataque das bactérias e outros microrganismos para com os demais seres vivos, provocando toda esta progressividade agressiva de espécies invasoras nos demais corpos (no foco de análise) de seres do Planeta Terra. É muita agressividade mesmo. Ao pé da letra, é uma feroz guerra intrassistêmica num "verdadeiro" "mar de sangue" (o tecido sanguíneo). É tanta agressividade que o corpo humano ruboriza, incha-se, torna-se febril e logo os ataques e bombardeios ferozes das células (didaticamente, soldados, como macrófagos, células T killer...) sanguíneas nos invasores (antígenos, sejam bactérias, vírus, proteínas estranhas, etc...) normalmente se tornam devastadores, minando cada vez mais os invasores até a cura total (ou realmente, em alguns casos, ocorrendo o contrário: a derrota; a morte do organismo invadido). E para quem não sabe... Existem também nesta guerra imunológica um jogo de estratégias (cito agora, de cara, os variadíssimos tipos de vírus da gripe e suas estratégias mutantes, atrapalhando as defesas corporais) Como tenho que acabar este post, senão vai ficar enorme, eu quero agora só deixar um pensamento meu para vocês refletirem: Pensem, tipo... A AIDS (vírus), geralmente o corpo humano não consegue vencê-lo ou o vírus da RAIVA HUMANA, geralmente, se o corpo humano não for vacinado logo (profilaxia) (antes dos surgimentos dos primeiros sintomas), é morte certa. Mas, existem "espantosas" exceções confirmadas (verídicas), como o caso de um homem que conseguiu reagir imunologicamente ao vírus da AIDS (seu organismo combateu o vírus; curou-se) e no caso da RAIVA HUMANA, um garoto (incrivelmente este caso foi aqui em Recife) sobreviveu, devido aos métodos inovadores que os médicos usaram, no combate ao vírus da Hidrofobia. Agora, o ponto de vista principal de meu raciocínio, aqui: Ao analisarmos (saindo agora do ponto de vista imunológico) o ponto de vista do ser humano e suas mortais e sanguinárias guerras entre as nações, contra terroristas, etc; tudo parece chegar em um ponto (ápice) que parece um tipo de "BUG DE PODER" (normalmente atitudes extremas, pensamentos incomuns, quase impensáveis) (seria este poder momentâneo?), onde aí, neste ponto, tudo é exacerbadamente grandioso, fixando assim os vencedores e os vencidos, os vivos e os mortos, os felizes e os infelizes. Exemplos disto, segundo meu raciocínio, posso citar a bomba atômica, os atentados terroristas das torres gêmeas,  o nazismo, etc. Em tudo isto, à primeira vista, era tudo insuperável, poder total. Tudo baboseira. Hoje, podemos dizer que existem bombas superiores a bomba atômica, Bin Laden já era e os terroristas estão cada vez mais sendo cercados, o nazismo foi para o beleléu. "As estratégias estão mudando..."Dos dois lados, dos atacantes e dos defensores. Vocês notam que, nestes dois pontos de vista, o imunológico e as guerras dos homens, tudo parece seguir este estranho padrão...? Um fator que eu "acho" que posso dizer que seja fundamental em tudo isto é o "tempo". Espero que se tudo isto que nos cerca, seja na nossa vida cotidiana (a vida dos homens e toda a sua problemática) e na vida intra corporal (imunológica), forme realmente um padrão para o surgimento de novas e avassaladoras estratégias (O BUG DO PODER), que tudo esteja próximo de o corpo humano conseguir uma estratégia geral para combater a AIDS, o câncer, e os homens estejam próximos de atingirem o que parece também, hoje em dia, algo utópico: atingirem a paz mundial e quem sabe, ao atingirmos isto, conseguiremos a paz eterna ou algo divino, ou até mesmo as respostas para tudo isto que refleti. No momento, diante de todas estas minhas palavras, digo sinceramente: o que eu tenho medo é de pensar em algo temeroso que a Bíblia relata, que não o nazismo, não a bomba atômica, mas, porra cara, o maior mal, o que originou tudo isto, foi aquela imunda maçã e toda aquela escuridão que estava por trás dela e que deixou em trevas a mente da EVA. (POR JARLILSON RICARDO (BIOJARLA) (EM 05/12/2012), BIÓLOGO FORMADO PELA UFRPE) 

AGRADEÇO OS COMENTÁRIOS OK GALERA? ABRAÇÃO A TODOS.





Nenhum comentário:

Postar um comentário